Mulheres do Sindicaixa na luta contra o machismo nos sindicatos!

05.Março.2022

A significativa participação feminina da categoria nas atividades gerais do sindicato, fez com que a diretoria - em especial as diretoras - optasse por fortalecer a participação das colegas, com propostas voltadas a debater os problemas gerais das mulheres. Democratizar as relações de trabalho passa pela inclusão das demandas de equidade de gênero.

As mulheres sempre enfrentaram obstáculos à participação nas direções dos sindicatos, espaços majoritariamente ocupados por homens. Apesar do aumento verificado na participação feminina, os principais cargos de direção ainda são exercidos por homens.

A divisão sexual do trabalho, a segregação imposta pelo mercado de trabalho e o sexismo existente nos sindicatos dificultam a participação da mulher no movimento sindical. Ainda existem sindicatos com base formada majoritariamente por mulheres que são dirigidos por homens.

SOMOS FUNDAMENTAIS NA LUTA CONTRA A VIOLÊNCIA MACHISTA - Além da luta por condições dignas de trabalho e por salários dignos, as mulheres, no Brasil, enfrentam a violência, aumentada com a pandemia do novo coronavírus. Casos de homicídio por motivos de gênero subiram em 14 das 27 unidades da federação, conforme diagnóstico do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

30% das mulheres brasileiras já sofreram ameaças de morte por companheiros ou ex. Isso significa que 1 em cada 6 mulheres já sofreu tentativa de feminicídio no Brasil - quando a mulher é ameaçada por sua condição de mulher. Esse tipo de agressão geralmente acontece dentro da própria casa.
Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY