Enquanto isso...

04.Janeiro.2022

Em tempos de pandemia e de governos que atacam os trabalhadores dos setores público e privado, na calada do ano, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, por decisão da sua Mesa Diretora, decidiu se auto presentear. A cota parlamentar, verba destinada a custear despesas do gabinete, mais que dobrou a partir de janeiro, passando de R$ 14 mil para R$ 30 mil mensais.

A medida afronta os servidores do poder Executivo, que amargam mais de 7 anos de reajuste zero. O aumento busca 'corrigir a defasagem de valores, em especial aqueles com veículos'. "Esse aumento de 100% reforça a ideia de que no Estado só não tem recursos para reajustar nossos salários. Eduardo Leite se cala frente a mais esta imoralidade", destaca o presidente do Sindicaixa, Érico Corrêa.

Foto: TripAdvisor

Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY