Sindicaixa participa do Dia Nacional de Lutas

24.Março.2021

Um ato público simbólico reuniu, no final da manha desta quarta-feira, 24, em frente ao Palácio Piratini, em Porto Alegre, centrais sindicais, movimentos sociais e sindicatos. O Sindicaixa participou da atividade. Com faixas e cartazes, os manifestantes exigiram vacina para todos, auxílio emergencial digno e o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS).
 
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o governador Eduardo Leite (PSDB) aproveitam a crise sanitária e econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus para cortar direitos dos trabalhadores e para avançar na entrega de empresas públicas para o setor privado, casos dos Correios, da Trensurb, da Corsan e da CEEE.
 
Érico Corrêa, falando pelo Fórum Sindical e Popular, frisou que o Brasil está longe de alcançar a imunidade da população contra a covid-19. “O governo não se preparou para adquirir vacinas. Bolsonaro é um negacionista, um fascista que não se importou em ver milhares de brasileiros perderem a vida por causa de sua negligência”, declarou o sindicalista.
 
Resultado do negacionismo do presidente e do seu governo, a pandemia vive o seu pior momento no Brasil. São 300 mil vidas perdidas, sendo 100 mil nos últimos três meses. Os profissionais da saúde estão esgotados e se desdobram em unidades de saúde superlotadas. O auxílio emergencial rebaixado, obriga os trabalhadores a, diariamente, se exporem ao vírus em ônibus e trens lotados.
 
“É preciso conscientizar os trabalhadores de que é necessário lutar contra estes governos”, concluiu Érico.
Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY