Nossas vidas valem mais que os lucros do Banrisul!

25.Abril.2020

Após 10 dias do anúncio feito pelo Banrisul da prorrogação das parcelas dos consignados dos servidores públicos, o banco disponibilizou, na manhã desta quarta-feira (22), as regras para efetuar a solicitação que está disponível no seu aplicativo. A proposta do banco não é nada daquilo que foi reivindicado e acaba por endividar ainda mais os servidores.

Para requisitar a operação, os contratos de empréstimos precisam ser vinculados ao convênio com a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz-RS), no entanto, as regras não incluem aqueles que possuem parcelas atrasadas ou sem margem para empréstimo e está disponível apenas para os servidores da administração direta.

Tal medida não contempla o pedido elaborado em março pelo Sindsepe/RS e Sindicaixa e que foi reforçado por 19 entidades sindicais da Frente do Servidores Públicos feita em abril juntamente com a Comissão de Segurança e Serviço Público da Assembleia Legislativa do Estado.

O pedido elaborado pelos sindicatos deixava claro que a proposta visava aliviar a situação financeira dos servidores públicos, devido à pandemia do coronavírus. No entanto, o que foi anunciado é uma mera prorrogação das parcelas de maio, junho e julho que deverão ser pagas a partir de agosto. Assim, nestes meses os servidores terão que pagar duas parcelas ao mesmo tempo.

Além disto, as regras anunciadas pelo banco deixam de fora exatamente os que mais precisariam da suspensão do pagamento dos empréstimos, que são as pessoas que já estão com suas contas comprometidas ao ponto de atrasar as parcelas ou sem margem para novos empréstimos.

Mais ainda: além de acumular parcelas e apenas adiar a piora na crise financeira dos servidores, o Banrisul cobrará juros sobre as parcelas prorrogadas. Isso é totalmente incompatível com a situação dos servidores que vivem há 5 anos sem reajuste e com salários atrasados. Apelamos até para realização de uma campanha de solidariedade para arrecadar cestas básicas para ajudar nossos colegas.

Para a presidente do Sindsepe/RS, é absurda a proposta feita pelo banco. “Estamos vendo o Banrisul querer lucrar um pouco mais com a pandemia do coronavírus. Já não bastou ostentar um lucro de R$ 1,34 bilhão em 2019 que com certeza foi obtido à custa dos servidores públicos, incluindo aí, os profissionais da Saúde que estão arriscando suas vidas diariamente para tentar evitar que a covid-19 cause mais mortes no nosso estado.”

O presidente do Sindicaixa, Érico Corrêa, afirma que esta atitude demonstra que o governo Eduardo Leite/PSDB, assim como o presidente Bolsonaro, prioriza a saúde da economia, principalmente a do Banrisul, em detrimento da saúde de seus servidores.

Em outros estados do país, como Acre, Rondônia e DF a prorrogação dos empréstimos foi realizada sem juros e sem acúmulo de parcelas. Onde estão os R$ 3,2 trilhões que o Banco Central injetou no sistema financeiro para minimizar os efeitos da pandemia do coronavírus?

Recomendamos aos servidores que aguardem para aderir a este plano nefasto, que não traz objetivamente nenhum alívio para suas vidas. Os sindicatos estão mobilizados e lutando para alterar mais esta mentira do governo Leite!

 

 
Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY