Lajeado: servidores públicos em greve realizam caminhada luminosa

06.Dezembro.2019

Em mais um ato unificado da greve dos servidores públicos do Rio Grande do Sul, integrada por Sindsepe/RS, Sindicaixa, Sintergs, Afagro-RS, Seasop e Assagra, os trabalhadores dos setores da saúde, educação, agricultura e segurança do município de Lajeado mobilizaram mais de 200 pessoas pelas principais ruas da cidade durante uma caminhada luminosa, na noite de quinta-feira, 05, que aproximou as categorias dos moradores da cidade.

O objetivo foi dialogar com a população sobre a importância do serviço público e quanto o ‘pacote da morte’ encaminhado pelo governador Eduardo Leite (PSDB) à Assembleia Legislativa irá impactar negativamente na prestação destes serviços.

Durante a caminhada, os servidores reafirmaram a necessidade de o governador retirar o pacote que tramita na Assembleia Legislativa, já que ele prejudica os serviços públicos e ataca as carreiras do funcionalismo.

Lucia Jungles, servidora da 16ª Coordenadoria Regional de Saúde, afirmou que as categorias estão fazendo o trabalho de base da forma mais articulada, organizada e criativa o possível e que esse corpo a corpo é essencial, não só para vencer os ataques do governo, mas também para quebrar alguns preconceitos equivocados sobre o serviço público.

“Às vezes, as pessoas acham que a gente ganha muito e que está de greve porque não quer trabalhar, muito pelo contrário, estamos mostrando que estamos em movimento para não permitir justamente que eles destruam com o serviço público porque é isso que eles querem, eles querem destruir com a educação, com a saúde, com a segurança pública”, afirmou. 

Segundo Lucia, a greve tem tido saldos muito positivos. "A população nos apoia. Construímos um boneco do Eduardo Leite (PSDB), que chamamos de ‘boneco da morte’, que chamou a atenção da imprensa e dos pedestres que atravessavam a rua para conversar e apoiar. Nos locais de trabalho, a adesão também só cresce, hoje mesmo aderiu mais uma colega, a gente já tem 23 servidores parados, esse número só não é maior porque mantivemos aqueles 30% de atividades essenciais funcionando”, concluiu.
 

Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY