Servidores organizam ato público contra o arrocho salarial e o atraso de pagamentos

01.Agosto.2019

Em reunião realizada no dia 30 de julho, no CPERS/Sindicato, entidades representativas dos servidores estaduais decidiram realizar um ato público em frente ao Palácio Piratini, no dia 13 de agosto, às 16h, para protestar contra o arrocho salarial, os atrasos dos pagamentos e também contra as políticas de desmonte das carreiras e da previdência.

O ato ocorre no mesmo dia chamado pelas centrais sindicais para lutar contra a reforma da Previdência, o desmonte da educação pública e por empregos. Ônibus serão organizados de forma coletiva nas regiões do Estado. Interessados devem procurar os diretores regionais. No final da tarde, os manifestantes se somam à marcha das centrais e dos estudantes, a partir das 17h, na Esquina Democrática.

"Não é mais possível aguentar esta situação. É muito desrespeito! Os colegas estão sofrendo muito com todos estes ataques, especialmente os aposentados. Mas também existe muita indignação! Eduardo Leite repete Sartori e quer jogar na conta do funcionalismo uma crise que não fabricamos", afirma o presidente do Sindicaixa, Érico Corrêa.

Estavam presentes UGEIRM, Senergisul, Sindsepe-RS, CPERS/Sindicato, Semapi, Sindicaixa, entre outras organizações. Mais de 30 sindicatos e associações estão convocados para o protesto. "Precisamos colocar milhares de servidores na Praça da Matriz. Mostrar nossa força para o governo. Não há outra saída: é lutar ou lutar", concluiu Érico.

 
 
Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY