Plenária unitária amplia a luta contra a reforma da Previdência

29.Abril.2019

O Sindicaixa participou, na manhã desta segunda-feira, 29, de uma plenária de mobilização contra a reforma da Previdência, no auditório da FETAG, em Porto Alegre. Promovida pela Frente Ampla pelo Brasil na Defesa da Previdência Social, o encontro reuniu dirigentes dos movimentos sindical e popular, parlamentares e estudantes.

A reforma que se tramita no Congresso Nacional representa a exclusão de milhões de trabalhadores do sistema de aposentadoria, atingindo sobretudo as mulheres. As falas na plenária foram unânimes em condenar o sistema da capitalização, que é uma forma de ampliar a distribuição de recursos para o sistema financeiro.

O senador Paulo Paim lembrou que “com a reforma trabalhista, o governo Temer entregou o compromisso assumido com os empresários e que, agora, com a reforma da Previdência, o governo Bolsonaro pretende entregar o compromisso de campanha assumido com o sistema financeiro e especulativo.

A exemplo do que ocorreu no governo Temer, a derrota da reforma da Previdência proposta por Bolsonaro passa pela unidade ampla dos movimentos sindical, popular e estudantil, com o povo nas ruas. Passa também pela construção de uma poderosa greve geral, que paralise todas as regiões do país.

O calendário de lutas contra a Reforma tem pela frente duas importantes datas: o 1º maio unificado, que, em Porto Alegre, começa com uma concentração na Rótula das Cuias, às 14h, seguida de uma caminhada e ato público na Rótula do Gasômetro, às 16h; e o Dia Nacional de Lutas contra a Reforma, em 15 de maio.

“Nós temos um desafio histórico com as gerações passadas, que conquistaram esse patrimônio, que é a Previdência Social, e com as novas gerações, que serão as mais prejudicadas em caso de aprovação da reforma”, destacou durante a plenária o presidente do Sindicaixa Érico Correa.

Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY