Centrais sindicais se reúnem com a Casa Civil para discutir o Piso Regional

31.Janeiro.2019

As centrais sindicais estiveram recentemente reunidas com o Chefe da Casa Civil, Otomar Vivian, para discutir o Salário Mínimo Regional (SMR). O reajuste reivindicado é de 8,43% para que o SMR volte aos patamares de 2002, o que equivale a 1,3 salário mínimo nacional. O governo Sartori sequer repôs a inflação do período.

Representando a CSP Conlutas, Érico Corrêa ressaltou a importância de que o governo do Estado cumpra a lei do salário mínimo regional também para seus servidores, pois mais de 15 mil trabalhadores do setor público recebem piso salarial abaixo deste valor.

As centrais também reivindicam a inclusão de novas categorias, ainda não contempladas, com a criação de novas faixas; alteração de faixas de categorias que apresentam defasagem na faixa atual; colocar o piso na Constituição do Estado, estabelecendo critério de reajuste geral, levando-se em conta o crescimento da economia nacional e estadual, mais a inflação; e incluir na Lei a garantia do piso como vencimento mínimo aos servidores públicos do Estado.

Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY