Manifestação contra o fim do Ministério do Trabalho

12.Novembro.2018

Uma manifestação na manhã desta segunda-feira, 12, em Porto Alegre, protestou contra o anunciado fim do Ministério do Trabalho (MTb). Realizada em frente à Superintendência Regional do Trabalho, a atividade foi organizada pelo Sindisprev/RS e contou coma participação de trabalhadores de outras categorias.

O presidente eleito Jair Bolsonaro tem dito que o MTb será incorporado a outra pasta, ainda não definida. O que ele deseja é terminar com um órgão que completará 88 anos no próximo dia 26 de novembro. Com a medida, Bolsonaro atende uma reivindicação dos empresários.  

O MTb é responsável pela elaboração de políticas e diretrizes para a geração de emprego e renda, pelo combate ao trabalho análogo à escravidão, pela garantia dos direitos trabalhistas, pela fiscalização do mercado de trabalho. Regula a relação capital e trabalho.

Falando pela CSP Conlutas, o dirigente sindical Érico Correa criticou a extinção do MTb. Segundo o sindicalista, o fim do ministério significa mais um ataque aos trabalhadores e aponta para a ampliação da retirada de direitos, com reflexos na economia do país.

Ao acabar com o MTb, o governo aprofundará os ataques aos direitos dos trabalhadores, duramente atacados pela recente Reforma Trabalhista. A extinção de instituições de proteção ao trabalho e aos trabalhadores significa atacar diretamente direitos sociais reunidos na Constituição Federal.

Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY