Além de salários, Sartori atrasa repasses

06.Novembro.2018

O Governo Sartori passou quatro anos pagando os servidores com atraso. Em outubro deste ano, como uma espécie de vingança pela derrota eleitoral, foi além: deixou de fazer os repasses legais dos associados para as entidades representativas dos servidores.

Sartori elegeu os servidores como inimigos a serem combatidos ao longo do seu mandato. Além dos sucessivos atrasos nos pagamentos, sequer os índices da inflação foram aplicados nos corroídos salários. De janeiro de 2014 até maio deste ano a defasagem salarial do funcionalismo bateu em 21,24%.

Próximo do fim, o governo do emedebista foi marcado pelos sistemáticos ataques aos servidores, aos serviços públicos e aos órgãos e autarquias públicos. Em quatro anos, nenhum projeto ligado à infraestrutura e ao desenvolvimento do Estado foi apresentado.

Em se tratando de crescimento econômico, o Rio Grande do Sul perdeu espaço em comparação com outras unidades da Federação, sobretudo as da região Sul. A política adotada por Sartori fez o Estado retroceder em todos os sentidos. Sem dúvida foi o pior governo da história do Rio Grande do Sul.

Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY