PROTESTOS NO DIA NACIONAL DE LUTAS MOVIMENTAM PORTO ALEGRE NUMA TARDE CHUVOSA

15.Setembro.2017

O dia nacional de lutas pela revogação da reforma trabalhista, contra a reforma da previdência e as privatizações e em defesa dos serviços públicos movimentou a região central de Porto Alegre desde o final da manhã desta quinta-feira, 14. Em vigília, educadores estaduais em greve e servidores públicos de outras categorias – o Sindicaixa mais uma vez se fez presente - se concentraram na Praça da Matriz, junto ao Palácio Piratini e à Assembleia Legislativa. Aos poucos o protesto ganhou corpo e as cobranças ao governo do Estado e aos deputados estaduais foram amplificadas. Representante da CSP Conlutas, Érico Correa usou o microfone para fazer duras críticas aos governos Temer e Sartori. O dia ainda teve uma manifestação na estação Mercado, a de maior movimento do trem metropolitano. As catracas foram liberadas por cerca de uma hora em protesto contra as reformas e as privatizações feitas pelo Governo Temer. Os metroviários estão travando uma luta permanente contra a privatização da Trensurb, empresa que opera a linha de trem que liga Porto Alegre a Novo Hamburgo, no Vale dos Sinos. O dia de manifestações foi encerrado com uma concentração em frente ao Centro Administrativo do Estado. Sob chuva, educadores em greve, estudantes e servidores de outras categorias acompanharam a reunião do comando de greve com representantes do governo do Estado. Sem proposta e com ameaça de pagamento de uma parcela ainda menor de salário, professores e funcionários de escola irão manter – e fortalecer – a paralisação iniciada no último dia 5.
Icons made by Bullseye from www.flaticon.com is licensed by CC 3.0 BY